Parto Documental Hospital Memorial Arthur Ramos

Bernardo

Vamos lá... Falar de nascimento, falar de vida, falar do que mais mexe com os meus sentimentos: as chegadas! E hoje a gente vai falar da chegada do Bernardo. Eu já falei por aqui na ocasião do ensaio de gestante da Lívia, que o Bernardo chegaria num lar muito especial, pois há muito amor entre esses dois (Lívia e Diego) e não há quem possa negar. E como há amor ali! Há amor no nervosismo do Diego na espera pela hora de entrar no centro cirúrgico; na confusão na hora de trocar de roupa, tamanho o nervosismo; na preocupação em acompanhar o filho e querer ficar com a Lívia que ainda estava na sala de cirurgia. Há amor na paz que a Lívia estava emanando, na alegria tão evidente pela chegada do presente mais esperado, nos olhares de imensa ternura para o Diego, nas mãos se segurando com a firmeza do amor. Há amor nas vovós, vovôs e titias, preocupadas e cheias de recomendações para o papai e para a fotógrafa que vos fala. E, como não poderia ser diferente, formou-se uma atmosfera do mais puro amor e da mais pura paz, e Bernardo chegou e ficou bem no meio dessa enorme atmosfera. O rapaz chegou com muita atitude e com um jeitinho de quem sabe o que quer. Bernardo, meu pequeno, que você seja luz e felicidade na vida de quem te cerca. Que seja um homem bom e firme nas suas convicções. Que o seu caminho não seja outra coisa senão belo!