Casal Praia da Jatiúca

Creuza e Raimundo

Quando o assunto é amor, a gente deve falar menos e sentir mais. Mas algumas histórias merecem ser sentidas, contadas e compartilhadas...essas são as histórias que inspiram. A Rebeca, filha da Creuza e do Raimundo, escreveu para mim, falando do interesse em fazer um ensaio fotográfico com os pais. No dia combinado, estávamos lá... Foi o meu primeiro ensaio com um casal maduro, então as conversas tinham que ter outro ritmo. Uma das minhas primeiras perguntas para a Creuza foi "A senhora é tímida?". E, para coroar a sua timidez, ela respondeu "Eu nem sei!". Diagnóstico de timidez fechado, confidenciei a ela, a minha timidez enorme para estar na frente de uma câmera, e que eu sabia que era difícil, mas que valeria à pena. Tem uma coisa muito legal quando a gente fotografa gente tímida...o momento em que um sorriso consegue quebrar as barreiras que colocamos para nós. E foi exatamente assim com ela. Raimundo, por outro lado, estava todo contente por estar ali, ao lado da mulher que faz a história da vida dele há 46 anos. Não consegui - nem tentei - ouvir quais os gracejos que ele dirigia para ela quando eu me afastava deles, no momento de "re"enamorarem, como têm feito ao longo desses anos. O que importa é que, seja lá o que ele dizia, o sorriso dela surgia como uma explosão de luz de amor. Então, meu desejo nesse quase começo de semana, para todos nós, é que carreguemos esse amor na vida. Pela pessoa com a qual escolhemos dividir a vida, pelo trabalho de escolhemos, pelos valores que defendemos: amor!